domingo, 15 de junho de 2014

O DÍZIMO VALE PARA O NOVO TESTAMENTO?



Há muito tempo tem se criado múltiplos conflitos em relação ao dízimo, perguntando-se se hoje no Novo Testamento ele ainda deve ser cumprido, vou responder essa questão. Eu sempre cri no Dízimo, que deveríamos praticar isso e escrevi isso nesse blog. Bom, defendia essa prática e continuo defendendo, mas sobre outro aspecto. Espero que compreendam, pois sempre em meu coração houve uma ideologia firme sobre o PRINCÍPIO e BEM MAIOR disso e nunca mudará em meu coração. Fui muitissimamente agredido aqui, ofendido e em nenhum momento os tais “Cristãos”, defendendo suas verdades usaram de suaves ou educadas palavras, mesmo sabendo que aqui do outro lado existe um filho de Deus querendo expor com segurança e temor a Palavra de Deus. Lá em Malaquias 3! Deus começa um tratamento com o povo, uma conversa:

(Ml 3.7-10) “Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o Senhor dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar?  Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.  Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação. Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. Deus explicita ao povo que desde antes já se desviavam dos Seus caminhos e principalmente o que Deus quis enfatizar, que não guardavam os Seus estatutos. Deus enfatiza ao povo que eles estavam lhe roubando, pois na Lei do culto do Antigo Testamento, o dízimo fazia parte integrante das obrigações do povo, não era uma opção, era uma das determinações do culto a Deus. O povo tinha que trazer 10% do rebanho, da colheita, da sua propriedade e isso era convertido para o sustendo da tribo dos levitas que se dedicavam exclusivamente as tarefas do templo e para ajuda as viúvas, órfãos, os sacrifícios e necessitados de Israel. Ora, como parte integrante e obrigatória do culto, Deus atribuía isso como roubo, assim como desviardes dos seus estatutos, assim como o povo levava para sacrifício animal imundo, sego e coxo, da mesma forma lhe omitiam o dízimo, traziam pouco, metade ou nada do dízimo. 

No versículo 9 mostra por que Israel estava sendo amaldiçoada, por que com maldição sois amaldiçoados, estavam roubando a Deus, não estavam cumprindo a aliança de Deus com Israel, os dízimos faziam parte das leis cerimoniais do culto, então não era em si o dízimo o motivo do desagrado de Deus, mas a DESOBEDIÊNCIA, indiferença, falta de fé do povo. Essa era a razão porque o povo não prosperava e murmurava contra Deus e se o povo cumprisse os mandamentos do Senhor, cumprindo fielmente e nisso o dízimo era parte integrante, receberiam benção sem medida, mas lembro, não era em si o dízimo, dinheiro, como se fosse uma negociata, eu te dou, você me abençoa, mas a OBEDIÊNCIA A DEUS, cumprir os termos da aliança. No Novo Testamento estudando com paciência, não vejo mais existir subsídios para sustentar ainda a questão do DÍZIMO. Mas claramente e em inúmeras passagens a Bíblia trata de ofertas e contribuições, o crente tem obrigação de contribuir com a igreja do Senhor. (2Co 8.11-15) “Agora, porém, completai também o já começado, para que, assim como houve a prontidão de vontade, haja também o cumprimento, segundo o que tendes.  Porque, se há prontidão de vontade, será aceita segundo o que qualquer tem, e não segundo o que não tem.  Mas, não digo isto para que os outros tenham alívio, e vós opressão, Mas para igualdade; neste tempo presente, a vossa abundância supra a falta dos outros, para que também a sua abundância supra a vossa falta, e haja igualdade; Como está escrito: O que muito colheu não teve de mais; e o que pouco, não teve de menos. Além da prontidão de vontade dos servos de Deus, isso deveria se manifestar nas suas obras, Paulo não exigia o que não tinham e quem tinha muito era para ajuda do próximo e para si mesmo e o que pouco tinha não deveria se entristecer, pois tinha sua medida. 

(2Co 9.5-12) “Portanto, tive por coisa necessária exortar estes irmãos, para que primeiro fossem ter convosco, e preparassem de antemão a vossa bênção, já antes anunciada, para que esteja pronta como bênção, e não como avareza.  E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.  Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra; Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre. Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça; Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus. Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus. Paulo está aqui mostrando aos Coríntios de antemão que não deveriam ser AVARENTOS! Todos os cristãos tem obrigação de ajudar a igreja e devem fazer isso com alegria, com fé, de coração, não como o povo de Israel que levava ao templo por sua decadência espiritual animal coxo, sego e manco. Deveria ser feito com alegria e de coração e mostra ainda Paulo que o que semeia pouco, pouco recebe e o que muito semeia, muito recebe e como tratado no texto acima, não é uma negociata com Deus, mas demonstração de amor, fé e obediência e isso trará as bênçãos ao semeador. O povo tinha que contribuir conforme sua prosperidade, conforme aquilo que recebeu de Deus (2Co 16.2). Se temos que contribuir com frequência, com amor, conforme nossa prosperidade, logo estamos falando do dízimo. Podemos não chamar palavra DÍZIMO, mas se trata da mesma referência ao Antigo Testamento. Antes a Lei obrigava agora a Graça pede que se faça com generosidade, alegria e proporcionalidade! Quem ganha mais da mais e quem ganha menos dá menos, mas todos DEVEM contribuir segundo os três princípios ensinados por Paulo “Dar com amor, generosamente e segundo sua prosperidade”. 

Se quisermos um referencial temos o antigo testamento, que é 10%, mas ninguém será amaldiçoado se não der os 10%, mas será cobrado por Deus se for avarento, reter a semente que como a própria palavra diz que é Deus quem dá essa semente, e se a semente não é plantada na terra, logo não pode haver colheita. Não der conforme sua prosperidade, pois muitas pessoas que me atacaram aqui brutalmente, sendo cristãos insensíveis, mais parecidos com os fariseus que condenaram Jesus, recebem R$3.000,00,  R$4.000,00 e ofertam na igreja R$ 50,00, R$ 100,00 e acham que muito fazem e chamam os dizimistas de burros, os pastores de ladrões e mercenários. Claro que existe isso e muitos se beneficiarão disso sobre a fé do povo, mas não é isso meu foco nesse estudo. Todo Pastor é digno de salário no trabalho Cristão (1Tm 5.8) “Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina”. Dupla honra ou dobrado honorários. 

Queridos, não chamem de dízimo, mas ele é um referencial nosso e com segurança digo que o Cristão deve contribuir muito mais do que 10%, pois no NT as referências mostram que os Cristãos davam muito mais que isso. Eu continuo contribuindo com todo amor os 10%, mas chamo de oferta, conforme nos ensina o Novo Testamento! Aqueles que muito condenaram o dízimo e ofertam migalhas a obra de Deus e acham que muito fazem, não dizimem, literalmente como está escrito na Lei e era atribuído aos Judeus e ficou pra trás na Velha aliança, mas agora Jesus prova os corações dos homens, pois demanda da sua vontade dar com Alegria, Generosidade e Proporcionalidade do que ganha. Como disse lá no princípio, eu defendia o dízimo e muito estudei para chegar nessa conclusão do estudo e no fim reconheço que errei em defender a LETRA do dízimo, mas termino com o mesmo coração limpo e alegre, pois essa liberdade de Cristo não mudou a intenção de meu coração, continuo contribuindo com os 10% como oferta e acho que deveria mais! Algumas pessoas jamais vão se desprender da Avareza, vão achar todas as formas e subterfúgios para burlar a lei de Deus, não podem compreender e nem vão abrir seus corações para isso! Mais do que qualquer dinheiro, existe os Princípios de Deus que não podem ser quebrados, o mesmo princípio antes e hoje se fundem, um pela Lei da obediência e a outra obediência pela Graça, uma vez corrompido e endurecido o coração, existirão milhares de formas de não cumprir as palavras do Senhor. Jesus abençoe a todos.

terça-feira, 29 de abril de 2014

MENSAGENS ENVIADAS AO BLOG (ATENÇÃO)

Caros irmãos, graça e paz a todos. Tenho recebido diversas perguntas através do e-mail do blog e tenho respondido a todos, infelizmente quase todas as perguntas vem como anônimos ou com endereço de e-mail errado. Tenho respondido a todos que tem e-mail, mas muitos voltam por o e-mail estar errado. Aqueles irmãos que fizeram perguntas, por favor não exitem de fazer novamente, porém tomando o cuidado de informar o e-mail correto ou mesmo informar o e-mail, pois quando vem anônimo não tenho como responder. Obrigado e saibam que todos que possam, são respondidos.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

A QUESTÃO DO DÍZIMO

Amados, recebo inúmeras, mas muito mesmo críticas a respeito dos estudos a respeito dos dízimos x Eli Soriano. Pensem bem, de quase todas as mensagens do BLOG, que muito abençoa, instruí e ensina muitas pessoas do caminho do Senhor, 90% dos comentários são de que EU sou um comedor do dízimo das pessoas, sou um herege, ladrão e enganador, focam apenas nesses únicos estudos desprezando os mais de 70 estudos do BLOG. Ora irmãos, não sou pastor, nem evangelista, nem profeta, sou uma ovelha apenas, que ama a Palavra e escreve aqui sobre a Palavra de Deus para abençoar as pessoas com as mensagens de nosso Deus, que pode nos livrar da morte, do erro, da condenação e pode nos fazer conhecer a Jesus, isso que faço, no temor de Deus escrevo. 


Lamento também que muitos pastores preguem apenas isso, (O DÍZIMO) e queiram viver disso, isso é errado e cria-se uma generalidade que em todas as igrejas só pensem em dízimos, mas esses responderão por suas obras. Deus usa a nós para manter a Sua igreja. Esses hipócritas fariseus modernos usam o subterfúgio de que alimentamos os pastores, que são uns ladrões, etc. Meus amados não tenho peso na consciência alguma em dizimar e ofertar e nunca disse em ser uma mandamento ordenado de Deus. Se meu pastor for um fraudulento, manusear negligentemente esse valor, ele dará conta a Deus, pois ofertei a Deus e não ao meu pastor. É claro que todo cristão deve estar ciente que sabendo que dizima e oferta em altar impuro, não deve compartilhar dissoEm Mateus 23.17-20, Jesus repreende severamente os fariseus por sua cegueira espiritual: “Cegos! Que é mais importante, a oferta, ou o altar que santifica a oferta? (v. 19)” Devemos saber também que tipo de altar colocamos nossas ofertas e dízimos. Se você é um cristão que não crê no dízimo, EU é que não vou julgá-lo, não sou seu Juiz, mas se toda a polêmica é em torno da palavra Dízimo(10% das suas primícias) então conserteza seu coração não verá problema algum de OFERTAR 10% dos seus ganhos, certo?, não é dízimo, é oferta, pois se não crê no dízimo, a mesma palavra de Deus nos diz que devemos ofertar conforme nossa prosperidade, e na época de Jesus e Paulo, os Cristãos deixavam tudo aos pés dos apóstolos. Então faça uma oferta a Deus no valor do dízimo mensalmente, lembre-se que diz a Palavra que nossa oferta seja conforme nossa prosperidade, compatível com nosso ganhos, logo o dízimo é até ínfimo perto do que Deus deseja de nós. Se desprenda das coisas desse mundo, deixe Jesus te abençoar, não o deus Mamon, não seja como está emFl 3.19 ” Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas.” Satanás sabe como mexer com os sentimentos humanos, sabe entrar profundamente nas suas feridas, nos seus desejos, isso é o papel dele.

QUANDO SAÍMOS DEBAIXO DAS ASAS DE DEUS.

Esses dias estava no culto e um evangelista trouxe uma mensagem muito profunda, uma mensagem que trata das promessas de Deus e que muitas das vezes esquecemos, ignoramos ou mesmo desacreditamos quando estamos passando por momentos de muitas lutas. Quem nunca passou por situações de grande preocupação? Ou lutas no trabalho, no lar, na vida espiritual, esteve a ponto de deixar o Senhor, fazendo de sua esperança vã e sem sentido? Eu mesmo algumas vezes me perguntei, por quê, por quê Senhor? Mas no silêncio Deus fala conosco, quando estamos a ponto de entregar tudo, vêm a suave brisa e o Espírito fala conosco, mostrando que há esperança para o perdido, para o desanimado, para o abatido. As lutas fazem que constantemente percamos o foco no Senhor, são tantas as estratégias de Satanás para dos desvirtuar das promessas de Deus, que, se não estivermos em plena sintonia, veremos aquilo que o inimigo quer que enxerguemos.

Toda guerra tem suas frentes de batalha, tem um pelotão de guarda para proteção da tropa, tem um líder que comanda e dá ordens para o ataque e a defesa, porém, na guerra espiritual que travamos todos os dias, existe um Deus que fez os céus e a terra, que é mais do que tudo e todos, tem os oceanos da terra como um pingo d’água na palmas de suas mãos, que usa a terra como descanso para seus pés. Nós estamos na luta sim e na frente vai o todo poderoso, Senhor dos exércitos, no qual claramente diz: AGINDO EU, QUEM IMPEDIRÁ? Temos que ter em mente as promessas que Deus fez para nós, e nada melhor do que citar o Salmos 91, o salmo de guerra, de proteção, de promessas ao povo escolhido. O salmista diz do próprio Senhor que aquele que habita no esconderijo do altíssimo, a sombra do onipotente descansará. Altíssimo, não há outro nome acima do nome de Jesus, não há outro deus que possa com nosso Deus, ele mesmo se declara altíssimo, lugar de sua habitação, onde ninguém pode alcançar.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

QUANDO VEM A DOR, ANGUSTIA E A DÚVIDA

Muitas pessoas se perguntam o porquê de passarem por tantos sofrimentos na sua vida, tantas desilusões e tristezas, decepções, injustiças, opressões, medo e isso são apenas alguns pequenos pontos das nossas lutas diárias. Todos passam por isso, mas nem todos sabem lidar com essas adversidades, cada pessoa reage de forma diferente a tudo isso e dependerá exclusivamente de onde você coloca sua confiança e sua fé. Sabemos que tudo isso ocorre por que lá no começo, na criação do homem, Deus deu uma ordem a adão, para que não comesse da árvore do conhecimento do bem e do mal em (Gn 2.16, 17), pois no dia em que comesse, certamente morreria. O homem tinha em suas mãos autoridade sobre todas as coisas, Deus lhe deu isso, porém quando pecou, o homem perdeu essa autoridade. 

sábado, 29 de junho de 2013

QUEM HABITARÁ NO SANTO MONTE DO SENHOR

Quem habitará no tabernáculo do Senhor? Quem morará no seu santo monte? Puxa, quem poderá um dia viver no santo monte do Senhor. Deus nosso Pai nos diz que um dia estaremos com ele, ao seu lado, desfrutando das suas bênçãos eternas, comendo da árvore da vida que nos fará eterno. Jesus nos revela que o veremos como Ele e que nos assentaremos com ele no seu trono, que jamais haverá mais lágrimas em nossos olhos, não haverá mais dor, sofrimento, angústia e labor em vão. Que maravilhoso isso não é? Mas Deus nos ensina que temos um longo caminho para percorrer por essa terra e que nossos frutos de justiça, retidão, santidade e amor nos farão estar ao seu lado para sempre. O salmista disse tudo que precisamos fazer para habitar no tabernáculo do Senhor, mas será que nós conseguiremos isso? Ora, não temos o Espírito de Deus em nós, logo temos a capacidade de realizar os mandamentos do Senhor, praticar sua justiça e amor sobre todas as coisas.

sábado, 13 de abril de 2013

À APOSTASIA DA IGREJA MODERNA

Tenho um livro que considero uma raridade. Tão difícil de de achar e neste livro tem uma abordagem magnifica e sensata do apocalipse. Um livro que realmente fazem leigos e estudiosos conhecerem com mais propriedade as profecias. Mas em tudo isso quis retirar desse livro com o devido crédito a autoria um trecho para compartilhar com os irmãos, um trecho que é tão real e tão comum na igreja atual, algo que todos deveriam saber, ler, aplicar e lutar na sua caminhada cristã por essa terra. Foi retirado do livro (O furuto glorioso do planeta terra - pag 57,58 do autor Arthur E. Bloomfield, Ed Betânia).

“Por que ocasião de começar o juízo pela casa de Deus é chegada” (IPe 4.17). As igrejas não se purificam a sí mesmas. No entanto deveriam fazê-lo, portanto os meios para isso estão a disposição. O Senhor nunca rogou a um povo como roga as igrejas a que deem ouvidos a essas palavras. Nenhum mandamento das Escrituras é repetido mais vezes do que ”Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz as igrejas” Pela atitude das igrejas, pensaríamos que Jesus teria dito: “Bem aventurado aqueles que não leem e aqueles que não ouvem as palavras desta profecia.” Essas cartas são como lunetas, mas nenhuma igreja quer olhar para si mesma. Os governos que conseguem perdurar longo tempo sem usar do expediente da força, somente o conseguem por que contam com processos automáticos de purificação. Quando as coisas ficam muito más, o povo vai às urnas e “bota fora os corruptos”. Nenhum oficial do governo está acima das críticas justas.  O próprio governo pode ser criticado. Os males administrativos podem ser desmascarados e corrigidos. Não fora isso, qualquer governo em pouco tempo se tornaria tirânico. A maior de todas as fraquezas de todas as igrejas cristãs é que se recusam a permitir qualquer maquinaria de autopurificação. A doutrina da lealdade á denominação parece ser: Ser leal aos líderes de sua denominação ou igreja, quer estejam erradas, quer esteja certos. Criticar qualquer mau que exista numa congregação ou denominação parece ser equivalente a criticar a própria igreja. Se a igreja local incluir em seu curso de estudos, ou em sua literatura de escola dominical, algum ensino falso, ninguém aceita que isso seja desmascarado. Nenhum protesto deve ser levantado sobre a desculpa de que “é preciso ser leal á igreja”.

domingo, 31 de março de 2013

O PECADO

Desde o princípio da criação do homem, Deus nos formou para que fossemos seus adoradores, tivéssemos o devido louvor e compromisso que passa por um amor de Pai e filho. Deus exige do homem o mais alto grau de compromisso e fidelidade e o grande mal que destruiu a comunhão no princípio foi algo chamado PECADO. Tão terrível e tão destrutivo para o homem que o afasta da maravilhosa graça de Deus. O Senhor é santo e deseja que seus filhos sejam santos, alias, sem a santidade ninguém poderá vê-lo. Pecado é a mudança de atitude e objetivo para qual o homem foi criado, é transgredir as leis para qual foi feita para o homem ter vida. E nesse mundo de pecado, o mais devastador é o pecado de não aceitar á Jesus como único e suficiente Salvador, se não o reconhecermos, já estamos condenados. Jo 3.18 - “Quem crê em Jesus não é condenado, mas quem não crê já está condenado”. Não seremos, mas já estamos, pois foi grande o sacrifício que Deus fez por nós enviando Jesus para morrer por nossos pecados. Deus por sua grande santidade estabeleceu princípios para sua criação, desde a própria natureza, céus e o homem. Somos imagem e semelhança de Deus e outro grande pecado que dia a dia destrói o homem é o pecado contra o corpo - 1C0 3.16,17 - "Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo”. Satanás é conhecedor de todas as coisas, sabe das fraquezas dos homens, sabe de suas limitações e mais do que isso sabe profundamente a Palavra de Deus. Diante disso os homens são devastados por meios das drogas, álcool, prostituição, imoralidade sexual e homossexualismo. 

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

ATENÇÃO LEITORES DO BLOG

Caros leitores do blog Vivendo pela Palavra de Deus que se cadastraram na página inicial para receberem as novas postagens diretamente no e-mail... verificamos que mais de 200 pessoas não concluíram seu cadastro. Quando colocado o e-mail para cadastro, você recebe um e-mail: É necessário que ao receber esse e-mail, click no link para finalizar. Solicito por gentileza, para receberem nossas postagens por e-mail que finalizem o cadastro ou façam novamente e ao receberem um e-mail de confirmação, finalizem o cadastro... verifiquem se não está na pasta da lixeira.




segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

POR QUE SE DECEPCIONAMOS COM DEUS


Deus quando criou o homem, o fez assim no intuito de ter grande comunhão com sua criação, pois não foi qualquer coisa que foi criada, foi o homem a sua imagem e semelhança. Apesar da desobediência de Adão ao Senhor no jardim do Éden, jamais o Senhor deixou de buscar a comunhão com o homem e desde sempre buscou ter benevolência e amor para com o homem, sendo misericordioso e longânimo. E o homem, tem buscado estar mais perto de Deus? Tem buscado conhecê-lo? Estar na sua presença? Oséias quando profetizava para Israel nos tempos do rei Jeroboão II, buscava exortar ao povo rebelde a se arrepender dos maus caminhos que estavam e fazer com que conhecessem a Deus com profundidade, a fim de que fizessem a Sua vontade. Diz em Os 6.3 – “Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra”. O Senhor nos diz que se prosseguirmos conhecê-lo ele então viria a nós como a chuva serôdia, que era uma chuva que se derramava no período da colheita, simbolizando o derramamento do Espírito sobre nós. Deus quer ter comunhão conosco e muito, deseja ardentemente isso de nós e para que saibamos sobre nosso Pai celestial temos que conhecer sua vontade e temos alguns caminhos para isso. Primeiramente gostaria de dizer que em nossa caminha pelo evangelho de Cristo, precisamos conhecer algumas coisas sobre a fé, pois muitas pessoas já se decepcionaram com Deus por não conhecê-lo e muito menos discernir sobre seus caminhos e vontades. 

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

DÍZIMOS.. X ..ELI SORIANO.. X .. INTERNAUTAS

Boa noite aos leitores do blog. Visto o tamanho de comentários que tenho recebido a respeito da matéria sobre o ELI SORIANO, (acesse aqui a matéria anterior) não sei se de uma mesma pessoa os comentários, pois na verdade apenas um veio identificado, quero abrir um paralelo e argumentar a respeito, apesar de estar muito bem explícito os fatos embasados biblicamente sobre o assunto na matéria em questão sobre dízimos. É até difícil, pois nesse quesito, satanás é especialista em dominar as pessoas e alias, antes de tudo, para compreender a palavra, devemos estar no Espírito - 1Co 2.14 “Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Não podemos querer apenas discernir o evangelho de Cristo por nossos méritos, pela carne, conforme nossa vontade, isso nos trará a interpretação do egoísmo, do secularismo, tentando trazer a realidade nossa e nossos desejos desenfreados ao evangelho e não é nós que moldamos ele, e sim ele nos molda. Nosso mundo atual está tão desenfreado que a insensatez, o egoísmo, a avareza, maldade, soberba estão ao limite da paciência de Deus. Satanás conseguiu reunir a grande massa de ateus, seitas e mesmo cristãos convencidos e não convertidos as suas presas. 

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

A VIDA REAL É MUITO REAL, MAS JESUS ENSINA, ELE NOS PREENCHE!

Quero começar essa mensagem fazendo uma pergunta! Até que ponto Jesus é importante em nossa vida? Pois bem, assim podemos começar. Vou contar uma história real, a minha história e tenho plena certeza que a mensagem da minha vida vai mexer com muitos, pois assim como eu, existem vários outros cristãos que se identificarão. Lembro que minha história não é de alguém desviado, nem de uma pessoa do mundo ou que abandonou Deus, mas uma história de luta contra as potestades do mal, contra os laços do inimigo, contra as forças desse mundo maligno e tudo que nele há e nos é oferecido. Não sou pastor, nem presbítero, não sou obreiro, mas sou um servo dedicado ao evangelho, alguém que ama a Palavra de Deus, e principalmente, que recebeu de Deus o dom de escrever e defender o evangelho de Cristo.  No evangelho de Lucas 12.31 diz: “Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Muitas das vezes olho para minha vida e começo a meditar, será que somos adoradores de Deus de verdade ou muitas das vezes usamos Deus como se ele fosse apenas um resoluto de nossos problemas? Tenho colocado Deus nas minhas causas, assim como todos os cristãos devem fazer, sempre lembrando que devemos buscar as coisas do alto e não as da terra “Cl 3.2-3 - Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus”. 

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

DOIS CAMINHOS E UMA ESCOLHA

Diante de tantas escolhas que o mundo tem nos oferecido hoje, caminhos maus e tortuosos, quero expor nesse estudo algo muito importante para o cristão, a escolha certa que nós devemos fazer em nossas vidas. É muito fácil diante de tantas facilidades obscuras de hoje nos afastarem de Deus e nosso Senhor Jesus Cristo jamais se agradará de escolhas que possam nos levar a afastar-se dele, principalmente quando está em jogo nossa salvação. Quero fazer a introdução num texto muito conhecido e claro da bíblia (Mt 7.14-14) - Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Podemos nos auto avaliar sobre as escolhas que fazemos e Paulo faz ensinamento disso, examinando o homem a si mesmo. O texto áureo para toda a nossa vida está em Gálatas (Gl 6.7) - Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Temos dois caminhos e uma escolha a fazer dentro da proposta de salvação de Deus. O que semeamos podemos escolher, mas a colheita é obrigatória. No livro de Mateus Jesus explanou como é a entrada do reino de Deus. Uma porta estreita com um caminho apertado. Qual sua escolha? Podemos fazer uma auto avaliação de nossa vida, a saber, por qual caminho estamos indo. 

quinta-feira, 26 de julho de 2012

O PREÇO DE DESPREZAR A DEUS

Quando Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, aspirou uma comunhão contínua e eterna com ele. Adão e Eva viam á Deus como Ele é, face a face. Toda manhã o Senhor passeava no jardim do Éden e conversava com eles, mas o homem em muito pouco tempo jogou fora toda essa comunhão que podiam ter. Muito aconteceu a partir daí, ouve a separação espiritual do homem que conhecia a glória de Deus e antes a comunhão direta que existia, se foi e o Espírito Santo passou a ser o mediador para o homem poder ter comunhão com o Senhor. O que proporciona o homem em conhecer agora á Deus são as revelações do Espírito Santo através da Palavra Escrita, a Palavra de Deus. É importantíssimo que estudemos continuamente as escritas, pois é através dela que podemos conhecer a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Porém para aqueles que rejeitam esse conhecimento, desprezam o conhecer a Deus pagam um preço por essa desobediência. É claro que o Senhor não é injusto para com o homem. Todos nós temos o livre arbítrio e podemos escolher qual caminho seguir. Mas seria uma tolice escolher o caminho que não seja de Deus. Não por que Ele possa ser vingador, ao contrário, por tamanha misericórdia, longanimidade e amor que tem por nós. E esse amor eterno por nós faz com que Deus tenha um desejo enorme de reaver a comunhão com os homens. Ao longo dos séculos os profetas, os apóstolos e escritores inspirados pelo Espírito declararam em palavras a vontade do Senhor para todos os homens que conhecemos como Bíblia, um compilado de livros que unidos o conhecemos hoje. Mas como disse, por causa desse tamanho amor de Deus por nós, a ponto de Jesus ter vindo como homem e morrido no calvário pelo pecado da humanidade, Deus não poderia apenas ignorar o homem que o ignora, mas em Sua grande Justiça, Ele faz justiça, pois não foi um sacrifício barato que Jesus fez por nós. 

sexta-feira, 29 de junho de 2012

A IMPORTÂNCIA DE CONHECER A DEUS


Alguém já se perguntou sobre a importância de conhecer a Deus? Achamos tão importante conhecer outras coisas que nos esquecemos do principal. Aquele que fez os céus e a terra, aquele que nos redimiu dos nossos pecados com seu sangue precioso. E mudamos a ordem das coisas que é buscar primeiro o Reino de Deus e Sua Justiça. Meus queridos, sempre quando ministro a palavra de Deus falo da importância de buscar a Deus, saber quem é Deus, qual Sua vontade sobre nossas vidas e seu maravilhoso plano de salvação. As coisas seculares tomam muito espaço em nossas vidas e nos afastam de Deus. Só saberemos a vontade de nosso Senhor se o conhecermos e muito bem e esse é o desejo de Deus “Os 6.3 - Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra”. Para que algumas pessoas que iniciam sua caminha com Jesus e para aqueles que não compreenderam o tamanho do poder de Deus, quero expor algumas coisas para que ninguém venha a se decepcionar com Deus. 

(1) - O que conhecemos de Deus é de forma parcial, não nos é revelado tudo, pois ainda somos carne e Deus é Espírito, mas um dia teremos a plenitude do conhecimento de Deus ao nosso alcance (1Co 13.9,10) Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. (2) - Só podemos conhecer o que Deus quiser nos revelar, aliás, apenas aquilo que em nossa limitação humana podemos compreender (Rm 1.19) - Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. 

quarta-feira, 23 de maio de 2012

MULHERES PODEM PASTOREAR E PREGAR PUBLICAMENTE - segundo a palavra de Deus??


Paulo, apóstolo de Cristo, expressou a Timóteo algo que a princípio parece ser um ato do mais alto preconceito e machismo. Porém, quando analisamos com toda a serenidade e colocando as palavras em seu devido contexto, sabemos que é apenas Deus fazendo discernimento de tarefas no seu Reino, pois como diz a palavra de Deus: Rm 2.11 - “Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas”. Estamos falando sobre a mulher ser pastora ordenada de uma igreja. Meus queridos e queridas irmãs, a princípio parece dura a exortação de Paulo, mas Deus tem um papel específico para o homem e a mulher dentro da igreja. Deus ama igualmente o homem, como a mulher e tem um plano e um papel para cada um. Todos somos membros de um corpo e de igual forma, temos nossa importância para realização dos planos de Deus. A Palavra de Deus tem certas restrições, ou melhor, Ela direciona qual função do homem e da mulher. No AT existiram mulheres do mais alto valor e padrão. Débora foi um grande exemplo disso, mulher séria, usada por Deus que além de juíza, Jz 4.5 - E Débora, mulher profetisa, mulher de Lapidote, julgava a Israel naquele tempo”, alias, única mulher que conseguiu isso, era profetiza ainda, Jz 4.6 – E mandou chamar a Baraque, filho de Abinoão de Quedes de Naftali, e disse-lhe: Porventura o Senhor Deus de Israel não deu ordem, dizendo: Vai, e atrai gente ao monte Tabor, e toma contigo dez mil homens dos filhos de Naftali e dos filhos de Zebulom”. Outro grande exemplo de mulher foi também Ester, a qual nas mãos de Deus possibilitou o livramento do povo hebraico de ser aniquilado depois do cativeiro babilônico, foi importantíssima na reconstrução dos muros de Jerusalém, tão notáveis foram as obras das mulheres, como suas ocupações no AT. Já no NT, percebemos também o mesmo valor delas, se não maior ainda. Jesus dava atenção especial a elas e notamos isso na forma que as mulheres serviam a Jesus. O Senhor as tratava com horna e carinho. Jesus falou com uma mulher samaritana, algo inconcebível pelos judeus da época, se não dirigiam a palavra aos homens samaritanos, imaginem com as mulheres? Deixou que uma mulher prostituta lavasse seus pés. Seis das sete vezes em que Priscila e Áqüila são mencionados no Novo Testamento, o nome de Priscila aparece antes do de Áqüila, e por esse motivo chegou-se à conclusão que Priscila foi excepcional de alguma forma.

sábado, 14 de abril de 2012

SAIBA QUEM É SATANÁS...

A Paz do Senhor á todos. Quero trazer uma mensagem que vai ter ajudar a conhecer seu adversário, aquele que tenta de contínuo contra a vida do homem e tudo que se chama por Deus. Primeiro de tudo quem é nosso real inimigo? Satanás ? Correto! A bíblia do princípio ao fim mostra essa batalha contra o homem. Vamos ler Ez. 28.12-14 Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: Assim diz o Senhor Deus: Tu eras o selo da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estiveste no Éden, jardim de Deus; de toda a pedra preciosa era a tua cobertura: sardônica, topázio, diamante, turquesa, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e ouro; em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados. Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas”. Sabemos quem é Satanás agora. Apesar de nosso adversário não mais ter formosura e glória, Deus não o destituiu de seu grande poder, astucia e sagacidade. O grande triunfo de satanás é fazer com que as pessoas acreditem que ele é apenas uma lenda, um mero personagem que não pode fazer mal algum. Outro grande erro causado pelo homem é subestimar o grande poder do inimigo. Muitos crentes cheios do Espírito, teimam em brincar com o inimigo, incitá-lo, desafiá-lo, sendo que a Palavra nos ensina totalmente ao contrário. Em Tg 4.7 diz: “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”. Esse é o que a bíblia ensina para todo o crente, ser submisso a Deus e deixar que Seu poder e grande glória de o pago ao diabo, da mesma maneira que fez o Arcanjo Miguel em Jd 6 “Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda. Nosso compromisso na batalha diária não é desafiar a satanás e sim se sujeitar ao poder de Deus. 

sábado, 26 de novembro de 2011

FALAR EM LÍNGUAS (MANIFESTAÇÕES ESTRANHAS)

A Paz do Senhor meus irmãos, bom quero usar esse pequeno espaço para mais um esclarecimento sobre um assunto mais que importante para edificação da igreja, O FALAR EM LÍNGUAS. Vou ser sucinto ao assunto, pois já postei aqui um estudo esclarecido sobre esse assunto (veja aqui). Existe o dom e o que se fala em línguas, coisas diferentes. Sobre o comportamento de falar em línguas, em 1Co 14 está descrito o que Deus espera do homem no uso desse dom. Outra coisa importante é que ninguém fica em transi, fora de si quando fala em línguas, quem tem o dom, fala inspirado pelo Espírito Santo, não fala por si, fala conforme o Espírito concede (At 2.4) Logo, todos tem domínio do corpo e do dom para fazê-lo de forma racional (com entendimento).  Quem fica em transi e fora de si são pessoas possuídas por espíritos de demônios, leia mais a bíblia que verá que isso é a verdade. Entretanto na minha própria igreja vejo manifestações não pouco estranhas, que condeno, pois a bíblia é clara, e fico também me perguntando qual o sentido de tais motivações, será apenas uma manifestação carnal, sem entendimento, impulso emocional ou será que as pessoas acreditam mesmo que isso seja uma manifestação do Espírito Santo? Pois bem o que vejo é pessoas simplesmente levantando as mãos e balançando como se fosse um chocalho e expressando lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá indeterminadamente, o que é isso? Que manifestação é essa? Se (lá) for uma sílaba, frase divina, esta pessoa não tem comunicação alguma com Deus, pois Deus não compartilha disso Mt 6.7  “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.Falar em línguas tem uma comunicação específica, na forma lingüística. Vejamos o que diz o mais famoso dicionário brasileiro: (línguas: s.f. Conjunto dos elementos que constituem a linguagem falada ou escrita peculiar a uma coletividade). Falar em línguas sem dúvida deve manifestar comunicação para com Deus, tanto para a edificação da igreja como a nossa (1Co 14.3,13,14). Então, não posso acreditar que tais manifestações como lá, lá, lá, lá, lá... ou essas gritarias descabidas e irracionais possam ser se não manifestações que não provem de Deus, carnalidade, ignorância bíblica ou mesmo manifestações racionais para confusão na casa de Deus para que não seja manifesta a verdadeira função do falar em línguas. Veja como a bíblia define falar em línguas, se são manifestações como estas ou são racionais na forma de entendimento, com uma real comunicação. Leiamos alguns trechos da bíblia:

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

MACUMBA EVANGÉLICA

Irmãos em Cristo, a Paz do Senhor a todos. Muito tempo tenho estudado, pesquisado e meditado em cima desse assunto que parece ser o mais comum no meio evangêlico agora, que vem ferozmente competindo com outras práticas antibíblicas como a falar em línguas totalmente desconexo com a bíblia, com as manifestações carnais, com as unções de outro mundo que aparecem por aí. A grande verdade é que a igreja da dispensação da graça está envolta num mar de lama, baseado na carnalidade, ritualismo, heresias e infantilidade. Os negócios superaram o evangelho. Onde está a verdadeira palavra de Deus em nossos dias. Claro, estão pregando o evangelho, mas qual é esse evangelho irmãos que estão empurrando para vocês? O evangelho dos hipócritas, as heresias de satanás que levará sua alma a perdição? Ha irmãos, como seria bom se cada um tivesse o discernimento de meditar mais na palavra, estudá-lá, ou quem poderia livrar-te dos laços se não o conhecimento da palavra? Lembra-te no que diz o salmista em Sl 119.97 "Oh! quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia" ou em outro versículo de salmos. Sl 119.103-105 "Oh! quão doces são as tuas palavras ao meu paladar, mais doces do que o mel à minha boca. Pelos teus mandamentos alcancei entendimento; por isso odeio todo falso caminho. Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho. Irmãos existe uma realidade satânica na igreja hoje que ninguém quer ver ou fingem não ver. Seria imatudo e irresponsável por parte de um servo de Deus verdadeiro compartilhar dessas coisas tendo conhecimento da verdade. Abaixo mostrarei um estudo feito pelo Pastor Wagner Antonio de Araújo em 2008, no culto intersemanal da Igreja Batista Boas Novas de Osasco SP. A ele são todos os créditos da mensagem a seguir. Tomei apenas a liberdade de inserir os links com vídeos corroborando com os tópicos das mensagem. Que todos sejam edificados.

domingo, 30 de outubro de 2011

AOS IRMÃOS QUE COMENTAM NO BLOG

Irmãos, quero agradecer a todos que postam seus comentários em nosso blog. É importante para nós a participação dos irmãos em nosso espaço. Recebemos muitos comentários, pessoas agradecidas e edificadas pelas mensagens, outras descrentes e mesmo aos que nos criticam. Acolhemos todas as mensagens de coração, tentamos responder a todos os irmãos que postam aqui, porém infelizmente, alguns comentários vem como anônimo e isso nos impedem de responder quando estão nos perguntando algo ou pedindo um acolhimento espiritual. Alguns e-mail que respondemos voltam como inexistente ou como spam. Mas respondemos todos. Agradecemos aos comentários, lutamos aqui pela defesa do evangelho, trazendo alimento de qualidade e responsabilidade com a Palavra de Deus. Mais um vez muito obrigado pela participação dos irmãos e visitem também WWW.PARACRISTO.COM.BR. Que Jesus abençoe a todos.

NOVO NASCIMENTO E O CRESCIMENTO ESPIRITUAL


Existe um momento da vida do homem e que ele precisa olhar para frente e refletir, será que tenho crescido e evoluído? Se em nossa vida profissional estamos em constante mudança e aperfeiçoamento para estarmos bem preparado para o mercado de trabalho, não deveríamos assim também estar no reino de Deus? Nos infelizmente muitas das vezes ou a maioria delas invertemos a vontade de Deus que diz: “buscai primeiro o reino de Deus e sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas”. Acabamos buscando as demais coisas e esquecendo o reino de Deus. No processo da vida, não imaginamos o quão importante é aprender de Deus, crescer em seu conhecimento, se é importante para nossa vida pessoal, quanto mais na vida espiritual? Deve haver essa mudança em nosso interior se quisermos desfrutar das bênçãos que Deus tem para nós, inclusive estarmos prontos e preparados para as batalhas espirituais contra satanás. Se quisermos crescer, devemos buscar isso e desejar do fundo do coração esse crescimento e mudança  em nós, vejamos:  “1 E HAVIA entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. 2 Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele. 3 Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. 6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito”( Jo 3.1-3, 6). Crescimento espiritual é o processo pelo qual o homem pecador se converte a Deus, através da fé em Jesus, enveredado pelos caminhos da santificação, conforme Pedro diz: Crescei na graça e conhecimento do Senhor Jesus” A conversão é imprescindível, pois Deus não reforma coisas velhas, mas cria novas as coisas, transformando o coração das pessoas assim como está em Ap. 21.5 “Eis que faço nova todas as coisas”. 

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

A HISTÓRIA DO PATO

Havia um pequeno menino que visita seus avós em sua fazenda. Foi lhe dado um estilingue para brincar no mato. Ele praticou na floresta, mas nunca conseguiu acertar o alvo. Ficando um pouco desanimado, ele voltou para o jantar. Como ele estava andando para trás, viu o pato de estimação da vovó...

Em um impulso, ele acertou o pato na cabeça e matou-o. Ele ficou chocado e triste! Em pânico, ele escondeu o pato morto na pilha de madeira! Sally (sua irmã) tinha visto tudo, mas ela não disse nada. Após o almoço no dia seguinte, a avó disse: "Sally, vamos lavar a louça" Mas Sally disse: " Vovó, Johnny me disse que queria ajudar na cozinha " Em seguida, ela sussurrou-lhe: "Lembra-te do pato? '

Assim, Johnny lavou os pratos. Mais tarde naquele dia, vovô perguntou se as crianças queriam ir pescar e vovó disse: "Me desculpe, mas eu preciso de Sally para ajudar a fazer o jantar."

Sally apenas sorriu e disse, "está tudo certo, porque Johnny me disse que queria ajudar" Ela sussurrou novamente, "Lembra-te do pato?" Então Sally foi pescar e Johnny ficou para ajudar.

Após vários dias de Johnny fazendo o trabalho de Sally, ele finalmente não aguentava mais. Ele veio com a avó e confessou que tinha matado o pato. A avó ajoelhou, deu-lhe um abraço e disse:

"Querido, eu sei... eu estava na janela e vi a coisa toda, mas porque eu te amo, eu te perdoei. Estava me perguntando quanto tempo você iria deixar Sally fazer de você um escravo."

Pensamento:

Qualquer que seja o seu passado, o que você tenha feito... mentiras, enganações, medo, luxúria, inveja, ira, cobiça, maus hábitos, desejo de vingança, amargura, etc... você precisa saber que: Deus estava de pé na janela e viu a coisa toda. Ele viu toda a sua vida... e quer que você saiba que Ele te ama e que você está perdoado. A grande coisa acerca de Deus é que quando você pedir perdão, Ele não só perdoa, mas Ele se esquece.

É pela graça e misericórdia de Deus que somos salvos.

Autor Desconhecido


segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O ARREBATAMENTO DA IGREJA (UMA REVELAÇÃO) OUÇAM...

.





quinta-feira, 14 de julho de 2011

ADORAÇÃO? LOUVOR? MERCENÁRIOS? VAMOS LER A BÍBLIA MAIS

Fazendo um julgamento no sentido de discernir, conforme tenho presenciado rotineiramente em meu curto caminho de Evangelho, quero convidar os irmãos que estão a ler essa matéria a raciocinar sobre o que é realmente adoração e o que é louvor. Observamos muito dentro da igreja e fora da igreja muitos falsos sentimentos e atitudes em relação á isso. Falando de fora, vejo muito quando “cantores” (coloco entre aspas por que no MEU entender acho inapropriado isso a quem é servo de Deus, pois dá uma conotação de evento comercial) e assim sendo foge do princípio do amor verdadeiro ao Senhor e nosso propósito com Ele. Mas quando esses cantores se expõem na mídia, aparece como SHOW GOSPEL com fulano de tal e já fui muito criticado por esse meu pensamento um pouco contradizente do que a maioria pensa e gosta. Eu sinto no fundo do meu coração um pesar nessas coisas, primeiro por que são milhares de pessoas impossibilitadas de entrar em um evento desses por causa de R$ 30,00 ou R$ 50,00. Se tenho uma família com 5 pessoas, como poderei “pagar” R$ 250,00 para poder ouvir momentos de “louvor e adoração”?Não me critiquem, raciocinem comigo dentro da Palavra. Sei que existe o custo do transporte, equipamentos, banda, músicos, local etc, mas estritamente na Palavra, como pode isso ser um evento de louvor e adoração á Deus? Onde muitas pessoas são privadas de entrar pelo custo? Já pensou se nas igrejas fossem cobradas entradas para assistir os cultos? Nesse ponto acredito que poderia ser mais acessível á todos. Esse é um ponto de toda a história irmãos, que por traz da grande placa de “muitos” e não todos está apenas um marketing comercial em cima daquilo que é incorruptível, a Palavra de Deus. Quem realmente adora a Deus em um evento apenas Gospel assim? Será que usam o movimento gospel para atrair as pessoas para ouvir a Palavra lá ou usam o 1/10 do tempo com a Palavra para justificar o Gospel? Não sei, porém sei que esses movimentos, não todos deixo claro, movem profundamente o emocional das pessoas, raríssimas pessoas conseguem sair edificadas de um lugar desses e muitos já me disseram, puxa!, Deus pode falar com alguém lá, concerteza pode, mas nunca usaremos isso como justificativa para o errado, pois como vários exemplos na bíblia, Deus também usa os erros dos homens para fazer sua obra, mas não que isso seja agradável a Ele.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

A POLITICAGEM DENTRO DAS IGREJAS

Amados irmãos, quero tratar e mais, mostrar algo que tenho certeza que muitos dos filhos de Deus sabem, mas se mostram indiferentes diante desse fato. Falo da politicagem dentro das igrejas hoje, não que isso seja uma novidade, claro que não é, porém quase todos fazem vistas grossas para esse fato que considero tão tenebroso e diabólico quanto aos pecados. Pastores, diáconos, presbíteros são ordenados não pela vontade de Deus, mas pela do homem e por causa dessas atitudes egoístas e sem sentido, buscando apenas os favores humanos, muitas igrejas são abusadas e destruídas pelo inimigo e tenho certeza que nosso Senhor Jesus jamais se agradaria disso, sabendo que sua igreja desfalece pelo mundo estar introduzido como raiz profunda no coração de muitos líderes. Ai das nossas igrejas, que são consumidas pelo desejo desenfreado desses líderes abomináveis, sem Jesus, políticos, com corações cheios de interesses egoístas, tratando o Reino de Deus como se fosse de particular propriedade, sem limites ou moral alguma na forma de conduzir. Irmãos, o que falo nessa mensagem, mais um alerta a todos é algo gravíssimo que nossa liderança não observa, muitos dos irmãos são coniventes com tais práticas e nada fazem, nem uma palavra de repreensão são ditas á essas pessoas para que se consertem dos seus caminhos.Olhando o antigo testamento, a ordenação era direta de Deus, os sacerdotes eram escolhidos a dedo pelo Senhor, provado seu coração, purificado e ordenado. Quando da entrada no santo dos santos, amarravam uma corda a sua cintura para que por ventura a santidade de Deus consumisse sua vida ali dentro por causa da sua impureza, arrastassem ele para fora, pois ninguém mais podia entrar ali a não ser o sacerdote, que oferecia holocaustos para perdão dos pecados do povo.  O que tem haver isso com a politicagem dentro das igrejas hoje? TUDO, o que desejei expressar aos irmãos na parte final do texto é que antigamente havia um temor e seleção imensurável nos dias de hoje, temiam a Deus e entrar em pecado na presença do Senhor era motivo de morte para o sacerdote. 

domingo, 12 de junho de 2011

UMA PALAVRA DO ESCRITOR DESTE BLOG

Meus irmãos, quero dar uma palavra que resume um pouco minha caminhada dentro do Evangelho. Mais especificamente sobre este blog. Para quem não me conhece, eu sou membro da Igreja o Brasil para Cristo da Vila Yara – Londrina –PR. Não me considero um pregador, apesar de estar buscando diante de Deus cada dia mais capacitação, ousadia e autoridade na palavra de Deus. Eu sou falho como todos são, porém a diferença daqueles que servem a Deus e os que não servem, é que nós nos arrependemos dos nossos erros, pedimos perdão ao Senhor, nos humilhamos e não temos de forma alguma prazer em nosso erro. Tenho uma ambição em minha vida, ou melhor, uma meta, um desejo, um sonho, continuar pregando a verdade a quem for, independente de status, posição social, influência política ou religiosa. Esse é meu desejo, contribuir com muito amor e dedicação no que me cabe na obra do Senhor. Por muitas vezes desabafei com amigos meus sobre algumas coisas, principalmente com meus amigos Gerson de Ponta Grossa no PR e Marcelo, meu colega de empresa que mora no RJ. Me perguntei algumas vezes, será que alguém se importa com a palavra de Deus? Dou exemplo desse humilde blog mesmo, todos podem ver que esse blog não é muito visitado, grande parte dos recados deixados pelo mural de recados é apenas uma forma de fazer com que as pessoas acessem o blog um dos outros para aumentar visitas, nada mais. Quando escrevo as mensagens que aqui estão, falo das maravilhas do evangelho, falo de uma verdade que muitas pessoas não querem ver nem saber, vivem diariamente isso acomodamente, sem que isso lhes cause peso algum. Muitos erros estão enraizados dentro delas. Falo dos mais absurdos casos que ocorrem na casa de Deus, das abominações que estão fazendo do evangelho, coisas que ninguém escreve, ninguém se importa , pois o mais agradável que as pessoas anunciam, são somente as boas novas, as bênçãos, as riquezas de Deus, porém o juízo, a condenação, o pecado, as heresias que eles mesmos vivem, isso ninguém quer anunciar. Tenho eu um compromisso em defender a fé bíblica, em combater os erros doutrinários, o mundanismo na casa de Deus, essas novas ondas que distorcem a verdade do evangelho.  Sou um humilde escritor da Palavra e mesmo que jamais as palavras de escrevo aqui possam mudar a vida de uma única pessoa sequer, continuarei escrevendo, não sou um sucesso, não bato recordes de visitas, alias, são poucas, pois o evangelho não interessa a muitos não, e para quem interessa, as exortações e repreensões dela causam feridas e dores que elas não querem saber. Essas verdades que podem mudar a vida das pessoas as afastam. Meus irmãos e leitores deste blog, falo singelamente, falo a verdade, exponho o que muitos cristãos não querem saber e nem repreender, grato sou pelos poucos que aqui visitam, pois sei que Deus tem seu propósito nesse blog. Não escrevo por interesse próprio, nem tenho a pretensão de ser um fenômeno da internet nos meio dos sites cristãos. Na verdade o que desejo e espero é saber que alguém foi abençoado ao ler nesse espaço, que as verdades aqui postadas do santo evangelho puderam mudar a vida de apenas uma pessoa se possível. Sabido disto saberei que todo esse tempo, toda minha dedicação valeu a pena para toda minha vida, pois uma alma vale mais do que o mundo inteiro. Obrigado a todos e que Jesus esteja derramado no coração de cada um.